Um tarô, as “setas do amor” e um segredo no Templo de Afrodite

Por Ricardo Pereira

Os Enamorados
Jane Austen Tarot
Diane Wilkes (200
Segredo? Todos possuem algum tipo de segredo inconfessável, manias bem escondidas, desejos reprimidos, romances escondidos guardados a sete chaves.
Maria é uma mulher comum. Casada. Possui segredos. Ronaldo é um homem do mundo dos negócios. Casado. Possui segredos.
Ronaldo e Maria há algum tempo se conhecem.

Segundo Maria, Ronaldo lhe surgiu na vida, pela primeira vez, em pleno supermercado. Maria e o seu esposo faziam compras rotineiras de produtos domésticos, quando se deperaram com Ronaldo e sua esposa na fila do caixa. Ronaldo e Maria trocaram os primeiros olhares e nunca mais se viram.

Maria é graduada em direito, mas não exerce a profissão. Resolveu voltar a estudar e a se especializar. Logo no primeiro dia de aula tem uma surpresa. Ronaldo, um tantinho atrasado, adentra a sala. De imediato, os seus olhares se atrairam. Ambos foram ficando vermelhos de excitação, conforme Maria.

Olhar diretamente para ele, mais uma vez, enfatizou-me a consulente, fez-lhe sentir um misto de alegria, de desejo, de curiosidade, mas também de culpa.

Os Enamorados
Paulina Tarot
Paulina Cassidy (2008)

Os dias foram passando e a cada disciplina ministrada, Maria e Ronaldo foram ficando efusivamente mais próximos, mais amigos. Aliás, estão vivenciando esse momento com avidez. Encontram-se para realizarem os trabalhos das disciplinas em grupo; para comemorarem os aniversários dos discentes do mês. Não lhes faltam temas para discutirem, para trocarem ideias.

No desenvolvimento da amizade conversavam sobre assuntos domésticos,  também sobre convivências  a dois nos âmbitos de seus respectivos casamentos; do que gostavam e do que não gostavam. Maria e Ronaldo, cada vez mais íntimos.

No dia da consulta ao tarô Maria estava bem aflita, nervosa, ansiosa. Revelou-me, que estava confusa em relação ao que estava sentindo por Ronaldo; e, também, pelo o que ele realmente sentia por ela. Na sua percepção, Ronaldo estava interessado em “algo mais”, mas preferia manter segredo, não se declarar.

Na verdade, Ronaldo não se abria, ou se declarava diretamente, optando por, comedidamente empreender ações e a usar afirmações sutis, – coisas do tipo: “…eu sei guardar segredos…” – daquelas que davam a entender o seu interesse afetivo por ela. Mas, por outro lado, os limites eram claros; percebia ela.

Depois de alguma conversa, abri-lhe um Templo de Afrodite.

Templo de Afrodite
Tarô de Edith Waite (2004. Ed. Isis)
Fotografia de Ricardo Pereira
14 Abril de 2012

No plano mental de Maria despontava o arcano maior O Carro, passando-nos a mensagem de que ela também tentava controlar as palavras, os gestos e os desejos quando estava diante de Ronaldo. Era algo como se ela imaginasse que estivesse sendo puxada em duas direções, a dele e a da família dela,  presságio enfatizado pelo arcano menor 10 de Ouros. De fato, Maria se via atraída por Ronaldo, mas, não podia se esquecer que tinha uma casa, um marido e um filho.

No plano mental de Ronaldo, surgiu o maior O Mundo, destacando a necessidade que ele sente de se abrir para novas experiências e conquistas em nível de relacionamentos, tanto que vinha se permitindo a congregar, a celebrar, com Maria, cada encontro; buscando aproveitar cada oportunidade de tê-la por perto. Por outro lado, Ronaldo, conforme o menor 4 de Espadas despontado nessa casa, também tinha consciência de seus limites e estava preocupado com a repercussão desse caso e com os possíveis obstáculos presentes nessa situação, por isso recuava, recolhia-se, não encontrando coragem para enfrentar o que estava se permitindo vivenciar junto à  Maria.

Analisando o que Maria estaria nutrindo de sentimentos por Ronaldo verifiquei, por meio do arcano maior  O Eremita, que ela vinha procurando ser cuidadosa na tentativa de reprimir e esconder  sentimentos silenciosos, “não tão certos”, disse-me ela, pois não tinha certeza do que de fato sentia por Ronaldo. Era algo como que se mesclassem razão, fantasia e desejo; vivia o sentimento do querer e do não querer, estar junto de Ronaldo. No fundo e no fundo, segundo o arcano menor 3 de Copas, Maria sabia que lhes acabavam de emergir certas sensações e sentimentos nunca antes imaginados, consolidando-se aos poucos a cada encontro ou reencontro. Ao mesmo tempo em que tentava se afastar dos sentimentos emergentes, mais próxima dele ela se sentia e mais, e mais ela desejava isso: a alegria de tê-lo por perto. Disse-me que à distância, ” …via ele brotando em seu coração…”.

Ronaldo, realmente já estaria, há época da consulta,  apaixonado por Maria, destacavam os arcanos, – o  maior Os Enamorados e o menor 8 de Paus – , em sua casa dos sentimentos. Tal combinação tão promissora, fez-me lembrar, naquele momento, que eu lera em algum de meus livros sobre o tarô, que o 8 de Paus fazia alusão ao simbolismo das “setas do amor”. Naquele momento, tal simbologia,  passava-nos a mensagem de que o amor aparecera, para Ronaldo, meio que de rompante, como algo incontrolável. Nessa sua combinação com Os Enamorados, observei que Ronaldo vivenciava, por conta desse amor, uma espécie de dilema, algum tipo de dúvida, sondando um tempo ideal para que pudesse fazer uma proposta à Maria. Desse modo, afirmei a minha consulente que ficassse atenta, pois, a qualquer momento Ronaldo poderia lhe sugerir uma proposta afetiva, pois estava, ele, realmente, naquele momento, disposto a seduzi-la, a conquistá-la e, caso ela aceitasse tal  proposta, viveriam, pela primeira vez em suas vidas, um típico caso de relacionamento triangular, ou seja, um triângulo amoroso. Nessa hora, Maria apenas sorriu.

No plano sexual de Maria, o maior A Roda da Fortuna destaca a sua insegurança, o receio de estar entrando, com Ronaldo, em uma espécie de “barco furado”. Ela oscila entre o desejo de tê-lo, de possui-lo sexualmente e o medo de tudo ser descoberto, de arrepender-se depois, mas, ao mesmo tempo, quado está junto dele, pressagia o 4 de Paus, surge uma enorme vontade de materializar uma boa noite de sexo, de prazeres livres, sem amarras.

Ronaldo, por outro lado, parecia “asfixiar” o tesão por Maria, em alguns momentos, destacou-nos o arcano maior A Justiça. De outra forma e em contraponto, surgiu nessa casa do plano sexual de Ronaldo um 5 de Paus, um menor que, por excelência, remete à excitação, à busca de prazer, ao desejo de domínio e de satisfação pessoal por meio da prática de sexo. Conclui que, Ronaldo, nesse âmbito, estava em harmonia. Diante as circustâncias, ele sentia o peso da responsabilidade de se permitir, de certa forma, a uma aventura. Brigava consigo mesmo, lutava, inclusive, por se manter discreto, para não colocar nada a perder e, também, não prejudicar Maria, que além de casada, era sua colega de turma de pós-graduação, portanto não deveria se expor e nem expô-la e isso estava, pra ele, pesando demais naquele momento.

Fiz essa consulta no dia 14 abril de 2012. Na casa do futuro desse Templo de Afrodite algo me deixou intrigado. Para minha surpresa, o porvir desse relacionamento (estabeleci um período de três meses após a data da consulta) destacou a incisiva influência de dois arcanos que apontam a necessidade de se manter, por algum tempo, algo em segredo, além da  preparação do “casal” para um possível desvendar dele, pois esse risco também é eminente quando esses dois arcanos surgem em uma leitura de tarô.

O cuidado que o casal deveria ter para que esse momento deles não viesse à tona era evidente. Eles deveriam investir na discrição, pois o envolvimento afetivo que alimentavam, em segredo,  já estava dando nas vistas, as pessoas com quem conviviam poderiam perceber ou já estavam percebendo.

O arcano maior A Sacerdotisa e o menor da corte Rainha de Copas do meu Tarô de Waite, de Edith Waite, de muito  perto nos alertavam para a confirmação da proposta de relacionamento às escondidas (já prevista na casa dos “Sentimentos” do Templo de Ronaldo, com o arcano Os Enamorados mais o 8 de Paus: “setas do amor”), que Ronaldo, em breve, faria à Maria e que ela tenderia,  sem obstáculos a aceitar. Afirmei a minha consulente, que até o mês de julho de 2012, mais ou menos, eles experienciariam uma marcante e prazerosa história de amor, a qual inicialmente ficaria em segredo.

Bem, quanto a essa coisa de “setas do amor” como alusão à simbólica inerente ao 8 de Paus, fiquei tão curioso tentando lembrar de onde tinha tirado isso, de onde surgiu essa ideia, que meio veio à cabeça, durante a intepretação desse caso de Maria que não me fiz de rogado e fui atrás!

Peguei vários livros. Fui folheando e lendo cada página com as abordagens sobre o 8 de Paus. Por incrível que pareça, tive acesso a uns cinco livros e no último encontrei o que queria. Exatamente no livro “Setenta e Oito Graus da Sabedoria”, de Rachel Pollack, sobre os arcanos menores encontrei a seguinte afirmação:

“Romanticamente, Waite chama o 8 de Paus de ‘setas do amor’. Podemos ver isso especialmente como significando uma atitude tomada, num caso de amor, sedução, ou propostas feitas e aceitas” (POLLACK, 1991, p. 41).

Interessante essa abordagem de Pollack com base no entendimento de Waite sobre o 8 de Paus.

Os Enamorados
Universal Fantasy Tarot
Paolo Martinello (2006)

Ontem, dia 30 de abril de 2012, Maria entrou em contato comigo por telefone. Contou-me que na quinta-feira, dia 26 de abril, saiu para fazer um lanche, após a aula, como de costume, com Ronaldo e alguns colegas.

Aos poucos, os demais foram se retirando da bucólica lanchonete de frente ao mar. E, quando estavam a sós, ele,   um tanto hesitante e deferente, para ela se declarou, propondo-lhe, inclusive, tentarem um relacionamento discreto, mesmo com todos os riscos e obstáculos que teriam que encarar pela frente: famílias, amigos. Selaram o compromisso com um beijo.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

POLLACK, Rachel. Setenta e oito graus da sabedoria: um livro de tarô, parte II: os arcanos menores e leituras. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1991.

Tarô de Edith Waite. In: WAITE, Edith. O tarô universal de Waite. São Paulo: Isis, 2004.

4 comments

  1. Arierom Salik says:

    Ricardo,
    muito delicado certos envolvimentos, buscar alguma satisfação fora sem encerrar o que ainda existe… Porém seu post está primoroso!

    Boa sorte para o casal e forte abraço amigo.

  2. Ricardo Pereira says:

    Oi João!

    Também acho e afirmei isso pra ela! Ela me disse: "…deixemos as coisas rolarem…" Entendi, com essa resposat dela pra mim, que ela está disposta a viver isso. Eu não fiz mais julgamentos.

  3. Sunny says:

    Muito clara sua interpretação, este metodo e bastante objetivo, mas eu estava aplicando somente com os arcanos maiores, com os menores ficam mais ricos em detalhes. Sucesso!

  4. BH TARÔ says:

    Ricardo, bela história. Para mim o templo de afrodite tem sido um método para os próximos dias, tenho notado que as coisas com ele acontece em dias, muito rápido…. Adorei seu post! bjs.

Comments are closed.